Image Alt

Blog Unigran Europa

Escola de Bauhaus

Da Alemanha para o mundo: Escola de Bauhaus comemora 100 anos de existência

Muitos edifícios em cidades europeias e muitas peças de mobiliário que temos em casa são resultado deste movimento que começou em 1919, mas que continua a influenciar designers contemporâneos.

A Bauhaus, em seus curtos 14 anos de existência, mudou paradigmas e espalhou seus ideais modernistas de funcionalidade e beleza descomplicada por todo o mundo. Influência que dura até hoje. Queria-se que o design fosse mais acessível à população: era uma estética ligada à funcionalidade, mas a estrutura também deveria ser bela.

A arquitetura e o design do século XX mudaram, com motes que hoje podem parecer-nos óbvios, mas que à época provocaram uma revolução, como «menos é mais».

Para celebrar esta herança, acontecem eventos e inaugurações ao longo de todo este ano, em especial nas três cidades que acolheram a escola: Weimar, onde nasceu, e as duas para onde depois foi transferida, Dessau e depois Berlim.ar

A 1 de abril de 1919, foi lançada a pedra fundamental, pelo arquiteto Walter Gropius que juntou a antiga escola de arte de Weimar com a de artes aplicadas, dando origem à Bauhaus, com métodos de ensino inovadores e onde artistas como Paul Klee ou Wassily Kandinsky seriam professores. A 6 de abril foi inaugurado um museu que inclui a mais antiga coleção de objetos, alguns expostos pela primeira vez.

Entre várias cidades em competição, Dessau foi a escolhida. Em 1926 era inaugurada, num edifício projetado pelo próprio Walter Gropius. O foco eram objetos do dia a dia, em colaboração com a indústria local. Foram criadas peças icónicas como móveis tubulares de aço de Marcel Breuer. Em setembro será inaugurado o Museu Bauhaus, onde será possível exibir a coleção da Fundação Bauhaus Dessau, com cerca de 40.000 objetos.

O autor da máxima menos é mais, Van der Rohe, dirigiu a Bauhaus, já como instituição privada, durante apenas um semestre. Em agosto de 1933 seria anunciada a sua dissolução, consequência dos entraves criados pelo partido Nacional-Socialista. Mas o “espírito” Bauhaus já se espalhara pelo mundo através dos muitos alunos estrangeiros e apesar da curta existência a sua influência permaneceu. A partir de setembro a Berlinische Galerie vai exibir a exposição Original Bauhaus, com peças clássicas e peças contemporâneas. Haverá visitas guiadas especiais, como a Grand Tour of Modernism.